Google+ Followers

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Estabelecendo Limites




Quando eu olho no espelho, odeio o que vejo.
Eu me tornei o que jurei que jamais... jamais seria.
Eu não posso fazer isso sozinho,
Preciso encontrar força, força para acreditar.
Eu sou o meu próprio, meu próprio pior inimigo.
Aqui é onde eu estabeleço limites.

Depois das promessas que fez, percebi que não estavam prontos pra isso.
Vocês não estavam prontos pra isso.
Vocês me rejeitaram por muito tempo.
Aqui é onde eu estabeleço limites.
Eu esperava mais de vocês, mas fizeram dessa maneira.
Aqui é onde eu estabeleço limites.

Após todo o tempo desperdiçado,
Depois das coisas que disseste,
Eu nunca serei como vocês!
Prefiro estar morto!
(The Great Commission – Draw the line)


O que você vê quando olha no espelho pela manhã? Em alguma manhã você parou pra refletir isso? Eu posso dizer por mim, e digo que da pra contar nos dedos as vezes que eu fiz isso. Mas por outro lado, tem um momento em que eu me lembro que fiz isso, quando eu pequei contra Deus e que no mesmo instante o arrependimento bateu. É uma sensação horrível, onde você não se reconhece e pergunta: “quem sou eu?”. É triste sentir que não estamos sendo quem nós realmente somos ou nos propusermos a ser. Como diz a letra da música: “eu esperava mais de vocês...”, e é o que Deus deve falar pra gente, pois Ele realmente espera mais da gente porque Ele sabe que nós somos capazes.
Muitas vezes levamos uma “vida medíocre”, mas porque ela se tornou isso? É simples a resposta: por nossas escolhas e por quem está na nossa vida! Você já parou pra fazer um levantamento geral das pessoas que estão ou que passaram por sua vida e as ações que elas tiveram em sua vida? Pra não se tornar tão vago, vamos pegar somente aquelas garotas que você gostou, no caso do homem, e garotos, no caso das mulheres. Eu fiz isso esses dias e vi que perdi algumas bênçãos, ganhei outras, mas em maior escala, essas pessoas me levaram pra longe de Deus. E é nesse momento que você entende o porque de alguns relacionamentos não darem certos, por mais promissores que se apresentem e demonstrem se tornar. É aquela coisa, você não pode impedir que alguém entre na sua vida, mas você pode impedir que ela faça mal a você.
Em alguns momentos deixamos pessoas entrar em nossa vida simplesmente para ajudar elas em algum problema, mas um problema maior ainda acaba surgindo para você, e que se chama apego a pessoa errada. Costumamos confundir muito esse momento com “o momento certo” de Deus pra sua vida, onde você acha que aquela é a pessoa certa que você esperou a tanto tempo (ou nem esperou). Aí você começa a perceber alguns empecilhos, você começa a notar que tudo que era “perfeito” já não dá mais certo, e por que? São os limites que Deus começa a colocar nessa relação. Ele está dizendo: “Vocês não estavam prontos pra isso”, ou ainda: “vocês estão me rejeitando, eu não sou o centro da vida de vocês”. Eu penso que se não fosse esses limites, essa trava que sentimos as vezes, nosso poço seria muito mais fundo. Deus não nos tira algo ou alguém sem um motivo. Ele dá e Ele tira. Centenas de vezes Ele deixa que algo aconteça pra nós vermos que escolhemos seguir o caminho por nós mesmo e deixar que todo tipo de pessoa tenha efeito na nossa vida, em vez de nós termos os efeitos. Vamos parar de negociar os princípios tão valiosos que estão presentes em nossa vida.
Desde o antigo testamento Deus já alertava o seu povo para isso, onde eles estavam entrando em uma nova terra e ali já existia um povo que tinha outros costumes e adorava outros deuses, e Deus sabia que por mais que o seu povo tivesse feito uma aliança com Ele, eles acabariam sendo influenciados por eles.
Então, vamos pesar mais quem nós vamos deixar entrar na nossa vida e que efeitos elas terão. E não esqueça que Deus espera muito mais da gente, agente pode muito mais do que somos. Vamos deixar que Ele seja o centro da nossa vida, o verdadeiro sentido da nossa existência e visualizar os limites que Ele impõe, pois são os que impedem que soframos mais ainda quando escolhemos andar pelos nossos próprios caminhos.

Não façam nenhum acordo com eles, nem com os seus deuses. Não deixem que esses povos vivam na terra de vocês. Se deixarem, eles farão com que vocês pequem contra mim. Se vocês adorarem os deuses deles, isso será uma armadilha mortal para vocês. ( Êxodo 23: 32 e 33)